Manual  

   
   
   

Investimento estimado para o curso de:
PILOTO PRIVADO DE AVIÃO OU HELICÓPTERO


.:CURSO TEÓRICO:.
Os estudos para este curso poderão ser realizados "por conta", não obrigando o aluno a freqüentar uma escola homologada.
Em escola homologada: Curso composto por 5 matérias e com duração média de 4 meses.
R$ 1.000,00

Material didático (livros e apostilas):
Regulamentos de Tráfego Aéreo

Teoria de Vôo
Conhecimentos Técnicos
Meteorologia
Navegação
R$ 170,00

Acessórios para navegação:
Computador de vôo: será considerado o de papel, mais barato e suficiente.
Transferidor

Régua
R$ 145,00

Material extra:
Simulado on-line portal www.pilotocomercial.com.br (100 provas aleatórias).

R$ 19,90

Banca teórica da ANAC:
Inscrição para as 5 matérias.
R$ 250,00

.:CURSO PRÁTICO:.
Para poder voar, é obrigatório o piloto-aluno possuir o CCF (Certificado de Capacidade Física).
É obtido pelas juntas de saúde da aeronáutica ou em clínicas credenciadas pela ANAC.

CCF
Exame inicial de segunda classe

R$ 301,50

Hora de vôo:
Para obter o CHT (Certificado de Habilitação Técnica), o piloto-aluno precisa cumprir um programa de curso composto por 40 horas.

As aeronaves mais comuns e seus valores (estimado por hora voada) são:
Avião Paulistinha: R$ 180,00
Avião Aeroboero: R$ 200,00
Avião Cessna 150: R$ 245,00
Avião Cherokee: R$ 260,00
Helicóptero Robinson R22: R$ 700,00

Dica: Se o piloto-aluno pretende dar instrução prática no futuro, é recomendado fazer o PP em um avião convencional (paulistinha ou aeroboero), pois grande parte dos alunos procuram este aparelho considerando que o custo/hora é mais acessível. Já quem não precisa se preocupar com isso e certamente não voará um DC3, vale a pena pagar um pouco mais por uma aeronave triciclo.

Obs.: Alguns aeroclubes cobram alojamento, mensalidade de sócio e até mesmo seguro de vida.

Carta WAC:
No total são mais de quarenta que cobrem o Brasil todo. Aqui será considerada somente uma, suficiente para a região onde serão realizados os vôos de navegação.

R$ 17,00

Prova prática (cheque):

Realizadas as 40 horas de treinamento, é hora de solicitar o vôo de cheque, geralmente com duração de uma hora e realizado por um checador credenciado da ANAC. Para solicitar este vôo é necessário o preenchimento da CIV (Caderneta Individual de Vôo) com as horas voadas além de pagar uma taxa para a Agência.
CIV: R$ 30,00
Emissão de Licença para PP: R$ 100,00

Dica: Para que os alunos não precisem ir até a Unidade Regional de sua área para levar a documentação, alguns aeroclubes possuem agentes (despachantes) que realizam este trabalho. Eles cobram de R$ 80 a R$ 100,00 por processo. Vale a pena pagar quando o solicitante não tem tempo e paciência para este deslocamento, visto que a ANAC trabalha até por volta das 17h. Ainda teriam os pedágios, combustível, estacionamento, etc.
Assim que a ANAC devolver a documentação e a CHT, que é uma carteira de PVC, o piloto já estará apto a voar sem instrutor.

Obs: Geralmente os aeroclubes exigem algumas horas de vôo solo pós-cheque para que o recém formado piloto privado possa levar passageiros (amigos, família, etc). É bom lembrar também que Piloto Privado não pode, em hipótese alguma, trabalhar remunerado, fato somente permitido para Piloto Comercial em diante.

 



.: Exemplo de investimento estimado considerando o curso de piloto privado de avião, aeronave paulistinha:
Teoria: R$ 1.584,90

Prática (41h, incluída hora de cheque): R$ 7.397,00
CCF + CHT (licença) + CIV: R$ 431,50
Total: R$ 9.413,40


.: Exemplo de investimento estimado considerando o curso de piloto privado de helicóptero, aeronave R22:
Teoria: R$ 1.584,90

Prática (41h, incluída hora de cheque): R$ 28.717,00
CCF + CHT (licença) + CIV: R$ 431,50
Total: R$ 30.733,40


Dicas Finais:
.: Se puder, compre pacote de horas (geralmente de 10 em 10). Assim poderá obter um bom desconto ou crédito para os próximos vôos.
.: Se durante a reserva de dinheiro verificar que não poderá comprar todas as horas, programe pelo menos para uma hora de aula por semana. É o mínimo para que seu rendimento não seja prejudicado e não tenha que repetir manobras.
.: Evite voar mais de 1,5h direto (exceto navegação). Como as primeiras aulas são praticamente manobras e manobras, isso poderá gerar um cansaço físico e mental, diminuindo o rendimento e a capacidade de aprendizado mas, se mesmo assim desejar voar mais que esse período no mesmo dia, faça um vôo de manhã e outro a tarde!

 

Fonte: Piloto Comercial

   
© TRAVELMAN